Brexit: Reino Unido dá adeus à União Européia

Em um plebiscito, realizado em 23 de junho de 2016, eleitores britânicos puderam decidir se o Reino Unido deveria permanecer ou deixar a União Européia.
A maioria — 52% contra 48% — decidiu que o país deveria deixar o bloco. Mas essa saída não aconteceu de imediato, foi inicialmente marcada para o dia 29 de março de 2019, porém,
esse prazo não foi cumprido e acabou sendo adiado três outras vezes, até o dia 31 de janeiro de 2020 (data oficial de saída). Embora o Reino Unido tenha acertado os termos de sua saída da UE, ainda terão alguns meses de negociação pela frente, tendo em vista que os dois lados ainda precisam ratificar como serão as relações futuras.
Para isso foi definido um período de implementação, que começa imediatamente após o dia do Brexit e deve terminar em 31 de dezembro de 2020.
Durante este período, o Reino Unido continuará a seguir todas as regras da UE e sua relação comercial permanecerá a mesma.

Entenda: A União Européia é um grupo formado por 28 países europeus que praticam livre comércio entre si e facilitam o trânsito de sua população para trabalhar e morar em qualquer parte do território. O Reino Unido se tornou parte da UE em 1973 mas não aderiu o Euro como sua moeda oficial, permaneceu utilizando a Libra Esterlina. Brexit é o termo mais comumente usado quando se fala sobre a decisão do Reino Unido de deixar a União Européia, sendo uma abreviação para “British exit” (“saída britânica”, na tradução literal para o português).